domingo, 27 de outubro de 2013

{Te lo dirò} Outubro Rosa


Boa noite caros leitores e leitoras do meu Brasil! Como estão indo?
O post de hoje será uma pequena homenagem ao Outubro Rosa, mês de conscientização do câncer de mama. 
Tirei então algumas fotos com a temática "rosa" para ilustrar o mês:
Sou apaixonada por esse filme (baseado numa história de Jane Austen com Alan Rickman no elenco, como não amar?! ♥ ) e essa edição do DVD é linda com essa capinha rosa *-*
Os livros com lombada rosa da minha estante (clique para ampliar). Um deles é da minha mãe (o menorzinho ^^), mas entrou na brincadeira também ♥ 
Marcadores e bottons pink (ou quase) ♥ 
Foco nos bottons (personagens de animes - que eu amo, por sinal - de cabelo rosa) ♥ 
Post-i, bloquinho, caneta, lápis de cor e canetinha. Amo muito ♥ 
E para encerrar, duas fotos com minhas amiguinhas (just the girls :D)  e a fitinha do Outubro Rosa que ganhei da minha tia ♥ 

E por hoje é só pessoal. Para saber mais sobre o Outubro Rosa, acessem esse site aqui.
Espero que tenham gostado e até a próxima atualização ^_^






sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Resenha {Filme} - Para Sempre

Bom dia caros leitores e leitoras do meu Brasil!
A resenha de hoje será sobre um filme muito fofinho que assisti mês passado: Para Sempre ^-^
Eu estava com vontade de assistir esse filme a um tempinho, especialmente quando lia alguma resenha dele. Até que um belo dia minha amiga da faculdade (valeu Dani \0/) baixou o filme e me passou; eu então corri para assistir e não me arrependi, uma história maravilhosa. E agora trago minha opinião do filme para vocês. Confiram:

O filme conta a história do casal Paige e Leo. A história inicia com um acidente de carro que o casal sofre. Em seguida, os dois estão no hospital: Leo saiu ileso do acidente, somente com alguns arranhões; porém o estado de Paige ainda é instável. Antes da moça acordar, Leo se recorda do dia em que conheceu Paige e no que se sucedeu depois disso. E nesse meio tempo, Paige acorda. Leo vai logo vê-la, animado pela esposa ter finalmente acordado. Porém acontece algo que ele não esperava: Paige não se lembra dele, que o havia conhecido nem tampouco que havia casado com ele.
De imediato, Leo se desespera, sem saber o que fazer; até que seus amigos o aconselham a fazer coisas da rotina dos dois para que isso ajude Paige a se lembrar. Mas ainda há um empecilho nos planos de Leo: a família de Paige, que quer levá-la para morar com eles novamente; e ainda a própria Paige, que vê Leo como um completo estranho. Agora Leo fará de tudo para conquistar Paige outra vez.
Uma linda história de amor, superação e esperanças, recomendado a todos que gostam de romances ou coisas do gênero ^-^
Existe também o livro que inspirou o filme, que conta a história real do casal Kim e Krickitt Carpenter (e portanto, o filme também retrata a real história de amor do casal).

Leo e Paige no dia do casamento, anos antes do acidente.

Paige vendo fotos dos dois, após o acidente.

The vow | Drama, romance | EUA | 2012





sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Ispirato Citando #9

Bom dia caros leitores e leitoras!
O post de hoje é da coluna Ispirato Citando (que não faço a um booom tempo, sorry ^^'), onde coloco a frase de um livro que tenha me inspirado algo ^^

"Porque todo mundo mente. É necessário para viverem sociedade. Não me entenda mal, eu creio realmente que é necessário. A última coisa que uma pessoa pode querer é viver em uma sociedade onde a honestidade irrestrita seja a regra [...]"
(Nicholas Sparks - Um porto seguro, p.87)

domingo, 6 de outubro de 2013

Resenha {Livro} - Um amor para recordar (Nicholas Sparks)

Boa tarde caros leitores e leitoras do meu Brasil! Como estão? Bem, eu espero ^-^
Hoje trago a resenha de um dos melhores livros que li esse ano (livro esse que estava querendo ler desde que vi o filme: Um amor para recordar); comprei esse livro na Bienal (saudades ^^') e comecei logo a ler. Ri, chorei, amei! E hoje trago minha opinião do livro (que é um pouco diferente do filme) para vocês.

O livro é narrado pelo protagonista, Landon Carter, que conta sua história de 40 anos atrás, quando ele tinha 17 anos. É o ano de 1958, na cidade de Beaufort, Carolina do Norte.
Landon é um rapaz um tanto rebelde; aos 17 anos, com uma mãe amorosa e um pai ausente, Landon desconta o que sente em atos nem sempre sensatos. Assim como seus amigos, ele está no último ano do ensino médio e se preparando para ingressar na universidade.
Como requisito para a conclusão do último ano, Landon deve fazer uma matéria a sua escolha (como faz parte da educação nas escolas americanas) e por não ter muitas opções que o agradem, ele opta por ingressar nas aulas de teatro, imaginando que não teria de se esforçar muito para passar nessa disciplina. Enquanto isso,seu pai sugere que Landon faça parte de algum grupo estudantil, alegando que isso o ajudará a ingressar na universidade. Landon consegue ser eleito enquanto continua indo às aulas de teatro, que não são tão fáceis quanto ele pensava; e como foi eleito, ele deve participar também do baile de ex-alunos acompanhado de alguém. Assim, Landon tenta convidar alguma garota para ir ao baile com ele, mas acaba não conseguindo ir com nenhuma das garotas que ele esperava ir. Só resta então uma última opção: Jamie Sullivan, sua colega das aulas de teatro.
Jamie é bem diferente de Landon, talvez até mesmo o oposto. Filha do pastor da cidade, o Sr. Hegbert (de quem Landon e seus amigos vive caçoando), a jovem é bondosa, atenciosa, sempre com um sorriso no rosto e disposta a ajudar. E é também bastante religiosa, com uma fé inabalável e está sempre com sua Bíblia, demonstrando essa fé ao falar. Ela é exatamente o oposto das garotas de sua idade, e portanto Landon nunca esperaria convidá-la. Vendo-se sem saída, Landon a convida para ir ao baile, ao que ela aceita. Ela lhe propõe só uma coisa: "- Você tem de prometer que não vai se apaixonar por mim." (p. 54)
Landon acha engraçado o que ela diz mas não a contesta. Ele então a leva ao baile e após o episódio, a vida de ambos continua como sempre foi.
Passados alguns dias, após uma das aulas de teatro, Jamie pede à Landon um favor. Ela o pergunta se ele poderia participar da peça teatral de natal daquele ano como o protagonista. Essa peça, escrita pelo pai de Jamie como uma homenagem a esposa falecida, é feita todos os anos pelos alunos do último ano do colégio e exibida no teatro local. Landon questiona porque deve ser ele a fazer o papel quando existem outros rapazes na escola, mas então ele percebe que os meninos que participam das aulas de teatro devem fazê-lo, e como além dele só há outro menino que está muito nervoso para fazer o papel, ele acaba aceitando o pedido de Jamie.
Os dias vão passando, Landon vai ensaiando seu papel na peça junto com Jamie e sempre a acompanha até sua casa, o que faz nascer uma amizade entre os dois. Tudo pronto, é chegado o dia da apresentação. Landon está muito ansioso, especialmente com uma das cenas em que vai contracenar com Jamie. Quando chega o momento, ele se surpreende com o visual da jovem, que como ele mesmo diz, parece como uma garota normal de sua idade.
O tempo passa e os laços entre os dois vão se fortalecendo. Entretanto, por ironia do destino, algo está para acontecer que pode separá-los de vez ou uni-los ainda mais.

"Agora eu acredito, apesar de tudo, que milagres podem acontecer."
(Nicholas Sparks, p. 238)

Esse foi o terceiro livro que li do autor, e mais uma vez me apaixonei e me emocionei com uma história do tio Sparks ^^ Já conhecia parcialmente a história por conta do filme baseado no livro, mesmo que a história seja um pouco diferente; mas apesar disso, gostei muito da história. Mais um livro que recomendo desse brilhante autor, assim como o filme ^-^

Comparativo da minha edição (Novo Conceito de bolso) e a edição normal do livro Um Porto Seguro :)

238 páginas | 1° edição | 2012 | Novo Conceito


quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Resenha {Livro} - A mão e a luva (Machado de Assis)

Bom dia caros leitores e leitoras do meu Brasil!
Desculpem-me pela ausência recente no blog; dessa vez o motivo foram as provas da faculdade ^^' Hoje, como tive uma "folguinha" das provas e trabalhos, trouxe resenha nova para vocês. Simbora?!

A história inicia com dois estudantes de Direito, Luís Alves e Estêvão, até então amigos. Estêvão confia em Luís Alves já que este é seu amigo e assim confessa o amor não correspondido que senta pela doce e jovem professora Guiomar.
O tempo passa e os jovens amigos se formam, tornando-se advogados. Estêvão, apesar de passados alguns anos, não deixa de amar Guiomar. E quando ele menos esperava, eis que a reencontra. Acontece que ele e o amigo estão trabalhando para a baronesa, mãe "adotiva" de Guiomar, e numa tarde Estêvão a vê passando e a reconhece. Ele então vai falar com ela, confessando tudo que sente; Guiomar, porém, não dá muitas esperanças ao rapaz, e assim ele fica meio deprimido, mesmo com o apoio de Luís Alves.

"- O amor é uma carta, mais ou menos longa, escrita em papel velino, corte-dourado, muito cheiroso e catita; carta de parabéns quando se lê, carta de pêsames quando se acabou de ler. Tu que chegaste ao fim, põe a epístola no fundo da gaveta, e não te lembres de ir ver se ela tem um post scriptum..."
(Machado de Assis, p.11)

Enquanto isso, o sobrinho da baronesa, Jorge, vem a cidade; ele também nutre sentimentos por Guiomar, tendo certo apoio de Mrs. Oswald, que trabalha para a baronesa. Guiomar, por sua vez, não tem planos não tem planos de casar com Jorge, embora saiba por Mrs. Oswald que esse é o desejo de sua amada mãe. Guiomar fica então no dilema entre fazer a baronesa feliz ou ser feliz ao lado de quem realmente ama. E Estêvão, por sua vez, terá de lutar com um rival pelo amor de Guiomar.

Uma narrativa envolvente que, apesar do vocabulário um tanto "rebuscado", prende a atenção do começo ao fim. Livro mais que recomendado aos amantes da nossa Literatura :)

91 páginas | 1° edição | 2012 | Rovele