quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Resenha {Livro} - Percy Jackson e os Olimpianos - O ladrão de raios (Rick Riordan)

Boa tarde caros leitores e leitoras do meu Brasil! Como estão indo?
Hoje trago a resenha do primeiro livro do Percy Jackson uma das minhas melhores leituras de 2013 ^^ Não sei porque demorei tanto para ler esse livro/série. Eu os tenho guardadinhos desde 2010, quando ganhei de presente de aniversário e de natal da minha mãe, mas nunca peguei-os para ler. Acho que nunca tive vontade MESMO de ler, mas é estranho porque desde que assisti o primeiro filme eu quis ler (mesmo e principalmente por serem tão diferentes um do outros); é confuso :S Anyway, aos 45 do segundo tempo de 2013 eu o li... e amei!
Então, sem mais delongas, minha humilde resenha desse livro maravilhoso:

Percy Jackson é um jovem estudante um tanto problemático. Com déficit de atenção e dislexia, o garoto vive mudando de escola, sendo expulso de todas por sempre estar envolvido nas mais diversas situações. Percy agora estuda na Academia Yancy e lá fez um amigo, Groover. Além de Groover, outro que se mostra um amigo é seu professor de latim, o Sr. Brunner.

"- O que você aprende comigo - disse ele - é de uma importância vital. Espero que trate o assunto como tal. De você, aceitarei apenas o melhor, Percy Jackson."
(Rick Riordan, p.15)

Os demais alunos e professores não ligam muito para Percy, chegando a acusá-lo algumas vezes de todo problema na escola.
Um dia, enquanto os alunos estavam numa excursão no Metropolitan Museum of Art, após uma colega de turma de Percy zombar dele e de Groover mais uma vez, o garoto faz algo que não consegue explicar. Em seguida, sua professora, a Sra. Dodds, repreende-o fazendo coisas aparentemente impossíveis. E depois, já na escola, ele "acidentalmente" ouve uma conversa entre Groover e o Sr. Brunner que o deixa inquieto. A partir dai, Percy passará por diversas situações dificultosas que o levarão, junto de Groover, ao Acampamento Meio Sangue, lugar destinado aos filhos e filhas dos deuses gregos com humanos (semi deuses), descobrindo portanto quem ele é realmente. Lá Percy conhece Annabeth, filha de Atena (maninha <3) e assim faz uma nova amiga; conhece também outros semi deuses, como Luke (filho de Hermes) e Clarisse (filha de Ares). Percy não sabe ainda qual dos deuses é seu pai e anseia por descobrir isso. Junto dos outros semi deuses, Percy recebe o treinamento que consiste em receber aulas de força e estratégia a fim de prepará-los para combates com os mais variados monstros da mitologia grega.

"Será? Qual é a coisa mais comum que os deuses faziam nas velhas histórias? Eles andavam por aí se apaixonando por seres humanos e tendo filhos com eles. Você pensa que eles mudaram os hábitos nos últimos poucos milênios?"
(Rick Riordan, p.103)

Após receber uma mensagem do Oráculo do Acampamento, Percy recebe uma missão que não deve recusar. Junto de Groover e Annabeth, os três irão de encontro ao desconhecido onde muitos perigos os aguarda.

Sob o ponto de vista de Percy, Rick Riordan vai narrando a história do personagem com muito bom humor e consegue de maneira sutil nos ensinar Mitologia Grega (coisa que meu professor do semestre passado não conseguiu em 5 meses de aula :P). Um livro fantástico e super recomendado a todos e todas! Mal posso esperar para ler a continuação ^-^ E descobri que sou filha de Atena!

Quanto ao filme baseado no livro, eu não diria que é de todo ruim. É beeeeem diferente do livro, mas até que é legal. Tem os mesmos personagens, isso já ajuda, porque fora isso não se parecem muito :P
Brincadeiras a parte, é uma leitura única que vale a pena ^-^

Amei essa fan art. Percy Jackson + Hércules da Disney ♥ 


385 páginas | 2° edição | 2009 | Intrínseca




domingo, 19 de janeiro de 2014

Resenha {Livro} - A tempestade (William Shakespeare)

Boa noite caros leitores e leitoras do meu Brasil! Como vão?
Hoje trago a resenha de uma das leituras que fiz ano passado. Não sei porque demorei tanto para trazer a resenha desse livro aqui, acabei deixando para depois e só lembrei dela agora :S
Em fim, a resenha para vocês:

O livro trás a história de Próspero, o legítimo duque de Milão, e como este retomou seu ducado de seu irmão Antônio. Junto da "história principal", outras acontecem em paralelo, como o romance da filha de Próspero, Miranda, com o filho do rei de Nápoles, Ferdinando, e o passado de Calibã, um escravo que era uma criatura semi humana e selvagem.
Há ainda na história a presença de espíritos, alguns representando a natureza; entre esses espíritos, o mais notável é Ariel, espírito do ar que aguarda sua liberdade em troca da ajuda ao Próspero.

"[...] É mais nobre o perdão que a vingança [...]"
(William Shakespeare, p.94)

A trama conta ainda com outros personagens que dão toques únicos à história como um todo.
De início, a história me pareceu um pouco confusa, mas aos poucos foi tomando forma. 
Traduzida do modo como foi escruta (como uma peça teatral, dividida em cenas e atos), é uma boa pedida aos amantes da Literatura Clássica universal ^_^

106 páginas | 1° edição | 2012 | Martin Claret





quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Tag #5 (Arco íris)

Boa tarde caros leitores e leitoras do meu Brasil! Como vão indo?
Hoje trago uma tag bem legal (quanto tempo não respondo tags ^^'), que me foi indicada pelas donas do blog  Um Oceano de Histórias, a Bru e a Gabbe. Muito obrigada meninas, amei responder essa tag :)

A tag consiste em:

Postar uma foto com as 05 melhores capas da sua estante:
Foi difícil escolher só cinco :S


Postar uma foto de um arco íris com as lombadas dos livros:
Lombadinhas lindas ^-^

Responder 10 perguntas;
1. Como escolheu o nome do blog?
Eu estava (e ainda estou *-*) numa fase de paixão pela Itália <3 Queria um nome que me lembrasse o país, ai pensei em Através das Páginas/Pelas Páginas e pronto, surgiu o nome Attraverso le pagine ^-^

2. Quanto tempo se dedica ao blog?
Algumas horas no dia, normalmente nos fins de semana :)

3. Já teve algum problema com comentários anônimos no blog? Qual?
Tive sim e já foi resolvido. Não era nada demais, era daqueles "siga meu blog que te sigo de volta" que se repetiam em todos os posts, muito chato :S Mas apaguei tudo :P E nunca mais postaram algo assim.

4. Você se inspira em outro blog? Qual?
Sim, em vários até. Pra ser sincera, em todos os blogs literários mundo a fora :D

5. Há quanto tempo está na blogosfera?
Com esse blog farei dois anos de blogueira. Mas estou nesse "mundo" desde 2007 (velinha já ^^')

6. Quantos blog visita por dia?
Por dia nenhum, porque não dá tempo ^^' Mas por semana são vários :)

7. Quantos livros lê por mês?
Varia de acordo com o tempo que tenho disponível e com o número do páginas dos livros, mas são em média 4 livros ^^

8. Livros curtos ou grandes?
Livros grandes *-*

9. Já ficou sem inspiração para postar? Como superou isso?
Sim. Procurei relaxar um pouco, sair da Internet e... voi lá, funcionou ^^'

10. Pretende mudar algo no blog em 2014?
Sim. (só não sei ainda o que mudar :P - brincadeira, tenho umas ideias sim ^^)

Indicar 10 blog para responder a tag.
Indico a tag a todos leitores e leitoras que estejam interessados em respondê-la. 

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Resenha {Livro} - Os dragões de Titânia - A Batalha de Argos (Renato Rodrigues)

Boa noite caros leitores e leitoras do meu Brasil! Como vão indo?
Hoje trago a resenha de uma das melhores séries que já li: Os Dragões de Titânia! E ainda de autor brasileiríssimo! Conheci os livros graças a minha amiga Alexandra (dona do blog Cult+) que me dizia ser uma ótima história. Dito e feito: comprei (na Bienal), li e me encantei pelo mundo de Titânia *-*
Confiram a baixo a resenha do primeiro livro da série (que tem atualmente três livros ^^)

Tudo começa no meio de uma batalha, o bem contra o mal. E nessa batalha conhecemos o grupo de amigos "guerreiros" que irão nos acompanhar ao longo da história: Telus, um anão esquentado e seu amigo, o elfo Cronus; Galiléia, a freira; Peter Paul, o guerreiro e amigo de Telus; os magos Miranda e Khosta; Alambique, o ex-centurião beberrão e Lerandra, a elfa.
O grupo está lutando para libertar mineradores escravizados pelo Barão, o tirano que se auto proclamou líder da Ilha de Argos. 
Entretanto, este é apenas o começo... muitas outras batalhas ainda estão por vir.
Após alguns eventos, o grupo acaba se separando para poderem cumprir diferentes missões. Uma parte do grupo irá a Álfheimr, terra natal dos elfos Cronus e Lerandra, enquanto os demais deverão encontrar o Imperador César a fim de obterem apoio na guerra contra o temível Barão.
A história continua contando as aventuras de cada grupo; momentos de alegria, tensão e tristeza os aguarda, além de muitas surpresas.

"Aos poucos a canção ressoava nas paredes de pedra ecoando e preenchendo toda a caverna. Quanto mais esta canção de inspiração era ouvida, mais suas palavras conseguiam ser entendidas e maior se tornou o sentimento de segurança entre os rebeldes. Um sentimento de que isto daria certo. De que eles estavam ali para vencer e de que nada iria convencê-los do contrário [...]"
(Renato Rodrigues, p.12)

Além da tensão das batalhas, a história é marcada pelo bom humor, especialmente nos diálogos dos personagens.

"- Alambique, você está bem? Vai conseguir lembrar do caminho bebendo desse jeito?
- Olha, quando eu estive por aqui, eu estava bêbado. Então, se eu esshtiver sóbrio aí é que eu me perco mesmo! Descha comigo, qu'eu sei o que tô fazendo!"
(Renato Rodrigues, p. 83)

Meu personagem favorito é, sem sombra de dúvida, o Alambique. Me peguei rindo sempre que o personagem aparecia.
Outros personagens vão aparecendo ao longo da história; os guerreiros Sylvester e Shokozug e a freira Diane juntam-se ao grupo para ajudá-los em suas batalhas, dando mais "forma" a história.
Algo que também vale a pena destacar é o diálogo do narrador com o leitor. 

"Eu gostaria de lhes contar o que ele disse, mas meu mandarim não vai tão longe."
(Renato Rodrigues, p.59)

O autor retomou magistralmente uma característica marcante nas histórias de um autor clássico de nosso país: Machado de Assis. Para mim é algo que atrai o leitor, pois parece que o narrador está nos contando a história e as vezes interfere com sua opinião. Achei isso incrível *-*
Por fim, mas não menos importante, o livro conta ainda com um detalhe maravilhoso: ilustrações de alguns personagens. Elas vem no meio do livro e encantam ainda mais a história:
Duas das ilustrações presentes no livro :)

Meu exemplar autografado :D


Livro mais que recomendado, assim como sua continuação (li recentemente e em breve trago a resenha dele aqui ^-^)

247 páginas | 1° edição | 2011 | Escala



segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Casella di Posta #16

Boa tarde caros leitores e leitoras do meu Brasil! Como estão indo?
Primeiro post da coluna Casella di posta do ano! Com os livros que ganhei de presente de natal e afins ^^

Ganhei esse livro da minha amiga da faculdade, a Daniele. É um livro teórico de Literatura <3 Muito obrigada amiga, mal posso esperar para poder ler ^^

Um dos livros que ganhei de natal da minha mãezinha ^^ Eu disse a ela que estava querendo muito esse livro (tio Green ♥) e ela me deu de presente ^-^ E ainda é de tema natalino. Combinou bastante com o natal :D

Esse foi o outro livro que minha mãezinha me deu de presente de natal. Novo livro da tia J.Killer (sob o pseudônimo de Robert Galbraith). Estou mega ansiosa para começar a ler esse *-*

Esse livro ganhei no amigo oculto do Clube do Livro de Campo Grande. Segundo livro da série God of War. O primeiro eu já tinha aqui em casa e ainda não tinha pego para ler porque queria ter o segundo logo (mania minha, ignorem :P). Ai no amigo oculto fizemos uma listinha com os livros que queríamos ganhar, coloquei esse na minha listinha e o ganhei ^-^ Amei!! Agora estou mega ansiosa para ler o primeiro e a continuação.

Livro da autora parceira aqui do blog, a Karen Soarele :) Ganhei no sorteio dela de fim de ano. É o segundo da série dela, Crônicas de Myriade. Tenho o primeiro em pdf e assim que ler o primeiro, pegarei esse para ler. Com direito a autógrafo e tudo, muito amor ♥ Obrigada parceira fofa ^-^


No último encontro do Clube do Livro de Campo Grande ganhei esse livro num dos sorteios. Eu estava louca por esse livro e fiquei muito feliz quando descobri que havia sido sorteada ^-^ 
E ainda pude conhecer a Graciela, que esteve presente nesse clube. Uma fofa e super simpática ^-^ Tirei foto (não reparem na minha cara de sono ou sei lá o que :P) e ainda autografei meu livrinho! Estou mega ansiosa para ler.

 Marcadores das minhas parceiras lindas, Karen Soarele e L.L. (Lu) Alves. Adorei! Como vieram muitos, vou colocá-los depois num sorteio ^-^  E os marcadores da Graciela (do livro dela e um outro ^^).

As lombadas, sempre lindas. Amo ♥
Ps.: Com a presença do Charlie, meu ursinho de pelúcia natalino ^-^
------------------------------------
E por hoje é só pessoal. Beijinhos a todos e que 2014 seja maravilhoso para todos nós!











quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Resenha {Livro} - Até mais, e obrigado pelos peixes (Douglas Adams)

Boa noite caros leitores e leitoras do meu Brasil! Como vão indo?
Hoje trago a resenha de um dos últimos livros que li em 2013 ^-^ Foi também o segundo livro que li mais rápido nesse ano (dois dias :D) e gostei bastante da leitura. Sem mais delongas, confiram a resenha:

Até mais, e obrigado pelos peixes!, quarto livro da trilogia de cinco de Douglas Adams, continua as aventuras dos mochileiros Arthur Dent e Ford Prefect. Entretanto esse livro dá mais destaque a Arthur, e os demais personagens aparecem pouco (alguns sendo somente citados).
Arthur está viajando de volta para sua casa. Pelo que parece, a Terra não foi de fato destruída pelos Vogons como Arthur e Ford pensavam, mas o que aconteceu foram alucinações que todos tiveram que os fizeram acreditar na destruição do planeta.

"- Como assim que alucinações? Estou falando sobre aquela história das grandes naves amarelas, todo mundo enlouquecendo, dizendo que íamos morrer e, de repente, puft, tudo aquilo desapareceu assim que o efeito passou. A CIA negou a coisa toda, o que significa que deve ser verdade."
(Douglas Adams, p. 28-29)

Ao chegar em sua casa, Arthur descobre um pacote que fora deixado para ele. Dentro do pacote ele encontra um aquário com algumas palavras, mas não consegue compreender qual a mensagem.
Existe ainda outro problema que Arthur tenta resolver. É o misterioso desaparecimento dos golfinhos. Ninguém parece se importar mais com tal acontecimento, mas Arthur fica intrigado com o sumiço e resolve ir procurar mais informações junto de Fenny (ou Fenchurch).

"- Sim, mas Arthur, isso é ridículo. As pessoas acham que basta dizer "alucinações" que tudo o que você quer explicar fica magicamente explicado e, se sobrar alguma coisa que você não consiga entender, isso eventualmente desaparece. É só uma palavra, não explica nada. Não explica por que os golfinhos desapareceram."
(Douglas Adams, p. 84)

Em sua viagem de volta para casa, Arthur conhece Fenny. Mais tarde tem oportunidade de conhecê-la melhor, e assim começa um romance entre os dois em meio às mais inusitadas situações.

Para mim, esse foi um dos melhores livros da série até o momento. Melhorou bastante desde o anterior. É o mais "normal" de todos também, mas continua tendo as loucas e ironias características da brilhante série de Adams. Agora rumo ao quinto e último livro da trilogia de cinco!

142 páginas | 1° edição | 2010 | Arqueiro