quinta-feira, 30 de março de 2017

Encontro de Livreiros (e blogueiros) das editoras Sextante e Arqueiro


Boa tarde queridos leitores e leitoras do meu Brasil!
Na última terça-feira, dia 28 de março, aconteceu o primeiro encontro com livreiros (e blogueiros) do ano organizado pelas editoras Sextante e Arqueiro aqui no Rio de Janeiro. Contando com a presença dos representantes das editoras, neste evento nos foram apresentados os lançamentos mais recente e alguns dos que serão lançados ao longo do primeiro semestre de 2017.

Da editora Arqueiro, os lançamentos que mais me chamaram a atenção foram Boneco de pano, um thriller policial (amo!) e romance de estreia do britânico Daniel Cole. Saiba mais sobre o livro clicando aquiAmanhã eu paro!, um romance aparentemente recheado de humor escrito pelo francês Giles Legardinier. Saiba mais clicando aqui; e finalmente Um menino em milhão, uma história mais carregada de emoção (que eu tenho certeza que vai me fazer chorar) de autoria da americana Monica Wood. Saiba mais clicando aqui.
(Essas capas ficaram lindas, não?! Especialmente a de Amanhã eu paro! - gatos )

Já da editora Sextante, interessei-me pelo livro Originais. do americano Adam Grant (Saiba mais sobre o livro clicando aqui) e pelo livro Cultura de excelência, livro do jornalista Daniel Cohen  que conta com prefácio dos autores de Sonhe Grande (Saiba mais sobre clicando aqui).
Além destes livros, falaram da continuação das séries que começaram a ser lançadas esse ano, como a trilogia A sina dos sete, da Nora Roberts, cujo primeiro livro, Irmãos de sangue, foi lançado neste mês (e em breve teremos resenha dele por aqui) e os dois outros livros serão lançados ainda este ano - o segundo volume, A Maldição de Hollow, está previsto para julho, enquanto que o terceiro, A Pedra Pagã, para novembro -, e a série Contos de fadas, da autora Eloisa James, uma série de livros de romance de época que recontam alguns dos contos de fadas mais conhecidos. Indicados pela diva dos romances de época Julia Quinn, o primeiro livro dessa nova série, Quando a Bela domou a Fera, foi lançado este mês (e eu já estou louca de vontade de ler esse livro, mesmo não sendo um gênero que eu costumo ler). Também teremos o lançamento de Origin (Origem, em tradução livre) em outubro, novo livro de Dan Brown que contará uma nova aventura do professor Robert Langdon. Do autor Ken Follet teremos mais dois lançamentos: O Vôo da Vespa, previsto para junho e A Column of Fire (Coluna de fogo, em tradução livre), para setembro. E o relançamento de Tudo e todas as coisas, da Nicola Yoon, está previsto para ser próximo da estreia do filme (que será em maio deste ano).

Da editora Sextante também foi falado dos futuros lançamentos A Luta Conta a Corrupção, de Deltan Dallagnol, 101 Atrações de TV que Sintonizaram o Brasil (mais um livro da "série" 101), os livros Senhora das águas e Senhora dos ares, relançamentos do Pedro Siqueira e a biografia do Maurício de Sousa, além do livro A vida secreta das árvores, do engenheiro florestal alemão Peter Wohlleben.

O evento foi encerrado com a palestra do Fernando Gabeira, que com bastante propriedade e com seu próprio conhecimento de causa, falou e respondeu a perguntas sobre o panorama político atual. E aproveitando a oportunidade, a editora Sextante lançará seu novo livro, Democracia Tropical, ainda este ano.
Todos os participantes do evento ganharam um kit das editoras contendo um lançamento de cada uma: O sol também é uma estrela, da Nicola Yoon, pela Arqueiro e A vida secreta das árvores pela editora Sextante, além de marcadores, bottons, calendário desse ano e uma linda ecobag, além do conto gratuito Uma em um milhão, que trás uma histórinha que antecede a do romance Um menino em milhão.
Assim que tiver lido estes livros e o conto falarei sobre eles ^-^



terça-feira, 28 de março de 2017

Resenha {Livro} A luva de cobre (Holly Black e Cassandra Clare)

Atenção! Esta resenha poderá conter spoilers do livro anterior. Leia por sua conta em risco ;)
Confira também a resenha de:
- Magisterium: O desafio de Ferro

Callum Hunt está de volta a sua casa para as férias após seu primeiro ano no Magisterium. Acompanhado de Devastação, seu lobo de estimação dominado pelo caos, Call sente que seu pai, antes sempre tão ligado ao menino, está cada vez mais distante, e seja por causa do lobo ou não, Alaistair não parece nada feliz com a volta eminente do filho ao colégio de magos.

“[...] Mas meu plano é necessário, Call. É por você, para seu próprio bem. Existem pessoas terríveis no mundo, e farão coisas com você. Elas irão usá-lo. Não posso permitir.”
(Holly Black e Cassandra Clare, p. 25)

Com um pai hostil e os recentes melhores amigos, Aaron e Tamara, distantes, Call não vê a hora de retornar à escola; e quando seu pai parece ter chegado ao extremo para impedir seu retorno ao Magisterium, o menino não vê alternativa senão ir imediatamente e por conta própria ao colégio.
Chegando lá para um novo ano como aprendiz de mago, Call e os amigos descobrem que um artefato mágico havia sido roubado: Alkahest, uma luva feita de cobre que se usada corretamente seria capaz de extrair a magia do caos de um mago que fosse capaz de manipular esse tipo de elemento, como seu amigo Aaron, o mais novo Makar de sua geração, que assim correria sério perigo.

“Composta por uma combinação de forças elementares, a manopla era uma arma criada para um propósito - extrair do Makar a habilidade de controlar o caos. Em vez de controlar o vazio, o Makar seria destruído pelo mesmo [...]”
(Holly Black e Cassandra Clare, p. 84)

E como se não bastasse, o principal suspeito do roubo do Alkahest é alguém bem próximo dos jovens aprendizes de magos, levando-os a uma missão altamente perigosa fora dos limites do Magisterium, onde terão de contar com suas habilidades com os elementos ar, terra, fogo, água, ar e caos, este ano mais desenvolvidos, e acompanhados de quem eles menos esperavam.

Comecei a leitura desse livro com certo receio de que não fosse como o esperado, haja vista as inúmeras opiniões negatives que li a respeito dele; mas por sorte me surpreendi positivamente.

Embora a trama pareça se desenvolver principalmente em torno do Alkahest, no decorrer da história percebe-se que não se trata somente disto. Mais da “mitologia” que abrange a magia na saga é revelado - os elementos e seres que a compõem -, e a personalidade dos magos, além dos aprendizes, vai sendo aos poucos mostrado, dando assim uma noção do que está por vir nos próximos volumes da série.

300 páginas | 1ª edição | 2015 | Galera Record




quinta-feira, 23 de março de 2017

Resenha {Livro} Aqui é o melhor Lugar (Cecelia Ahern)

Conheci Cecelia Ahern pelo livro Simplesmente acontece, e desde que o li, me apaixonei pela escrita da autora; quis logo ler outros livros dela, e qual não foi minha surpresa quando encontrei uma de suas obras bem baratinha (apenas R$2,00)?! Não pensei duas vezes e o comprei. Confesso que demorei bastante para ler (nem sei bem porque, mas enfim...) até que decidi selecioná-lo entre minhas leituras da Maratona Literária de Verão 2017 (saiba mais sobre a maratona clicando aqui). E no final das contas até me surpreendi com a leitura. Mas chega de enrolação e vamos à resenha

Em Aqui é o melhor lugar conhecemos Sandy Shortt, uma mulher que é obcecada por encontrar coisas e pessoas. Desde que uma colega de classe desaparecera quando ambas tinham 10 anos, Sandy realiza buscas incansáveis por tudo, seja uma pessoa ou um par de meia, fazendo disso seu “objetivo de vida” e chegando a entrar para a polícia, mais especificamente na divisão de busca de pessoas desaparecidas, quando terminou seus estudos e  mais tarde abrindo por conta própria uma agência de busca de desaparecidos.

“[...] Você não consegue encontrar algo, você sabe que está em algum lugar e que, mesmo que tenha procurado em todos os lugares, ainda assim não há sinal da coisa. Então você deixa de lado, culpa a si mesmo por tê-la perdido e finalmente esquece. Eu não conseguia agir assim.”
(Cecelia Ahern, pp. 19-20)

Aparentando estar realizada e gostando daquilo que faz, na verdade essa obsessão a deixa frustrada desde pequena ao não conseguir encontrar algo ou alguém, o que faz com que seus pais, preocupados com ela, decidirem leva-la a um psiquiatra para que assim ela possa aprender a lidar com isso.
Mais tarde ela acaba desenvolvendo uma boa relação com o dr. Burton, que não somente a ajuda a se entender mas também se mostra um verdadeiro amigo, com quem Sandy sente que pode realmente se abrir a tentar lidar com suas crises ao trabalhar em casos mais complicados, quando as buscas pela pessoa desaparecida parece impossível. E é nesse cenário que a própria Sandy acaba sumindo, desaparecendo como aqueles que ela procurava, vendo-se em um lugar completamente desconhecido e sem meios de se comunicar com alguém, enquanto ela estava numa de suas buscas.
Agora ela deverá tentar se encontrar antes de encontrar mais alguma coisa ou alguém, contando ainda com a ajuda de pessoas que ela menos esperava.

Com elementos sobrenaturais que vão sendo revelados de forma sutil e muito bom humor, Cecelia nos apresenta uma história sobre descobrir-se, amar-se e tentar aprender a lidar com suas inseguranças e obsessões.
Esse não é aquele livro que mudará a vida de quem o ler, não é profundo ou algo assim, mas nem por isso deixa de ser uma leitura prazerosa, então fica aqui minha dica de leitura ;)

“[...] – De qualquer maneira, não importa o quanto, com que frequência ou quão perto você olha as coisas, pois não temos controle sobre isso. Algumas coisas e algumas pessoas simplesmente se vão [...]”
(Cecelia Ahern, p. 305)

Rocco | 1ª edição | 381 páginas | 2009




quinta-feira, 16 de março de 2017

Resenha {Contos} A canção das estrelas (Karen Soarele)

Estamos de volta à Myríade, um mundo repleto de aventuras, perigo, surpresas e principalmente magia!
Neste livro, que reúne uma série de contos sobre este universo fantástico e uma história “principal”, conhecemos os jovens Sebastian e Neve.
Sebastian tem como principal objetivo desvendar o grande mistério que envolve o livro A canção das estrelas. Com seu exemplar já bem gasto do livro, do qual já decorou quase todas as histórias que este possui, Sebastian viaja pelo mundo de Myríade em busca de respostas ao mistério que ele acredita envolverem aquelas histórias, tendo assim de encarar verdadeiras aventuras para reaver seu tão amado exemplar do livro quando este lhe fora tirado.
E durante essas “aventuras”, Sebastian conhece Neve, uma jovem capaz de mudar sua forma humana para a de diversos animais e que, assim como Sebastian, também está em uma busca: descobrir mais sobre a vida e sobre o mundo que a cerca.

“Logo compreendeu que ela não queria ser seguida. Desejava tomar suas próprias decisões e, para tanto, precisava de espaço. Sebastian não se incomodou com isso, pois identificava-se com ela [...]”

Neve vive rodeada por aqueles que ama, sua família e demais membros de seu clã, que como ela são capazes também de mudarem de forma, porém somente para lobos. Ela e os demais vivem relativamente bem e em harmonia com a natureza; só que Neve quer mais: ela quer descobrir o que mais o mundo tem a lhe oferecer além daquilo que já conhece. E assim ela vai embora de seu lar a fim de realizar seus sonhos.
Ao topar com Sebastian, ambos acabam criando um vínculo de amizade, apesar do pouco tempo que tenham passado juntos, e um jamais se esquecerá do outro quando seus caminhos inevitavelmente vierem a se separar.

Alternando entre os dois pontos de vista (ora de Sebastian, ora de Neve) e ao final sendo complementado por diversas histórias curtas sobre o mundo de Myríade, A canção das estrelas é o segundo spin-off da série Crônicas de Myríade, da nossa escritora parceira Karen Soarele, que nos presenteou com esta magnífica obra sobre seu universo fantástico repleto de mistérios, aventuras, surpresas e muita magia.
Este é o segundo livro da autora que eu li (o primeiro foi A rainha da primavera) e mais uma vez  fiquei fascinada com a escrita dela, o modo como a Karen deu vida a seus personagens e a todo o mundo de Myríade, um universo fantástico rico e com muito potencial a ser explorado.

Agora estou ainda mais ansiosa para ler os volumes um e dois da série (Línguas de fogo e Tempestade de areia), que farei assim que possível.
Deixo então aqui minha indicação de leitura a todos aqueles que gostam de uma boa história de aventura e fantasia ;)

156 páginas | 1ª edição | 2014 | Cubo Mágico
Compre o livro na Amazon clicando aqui








sábado, 11 de março de 2017

{Pré-venda} Edição comemorativa: 20 anos de Harry Potter

Comemore 20 anos da magia de Harry Potter com quatro edições especiais de "Harry Potter e a Pedra Filosofal".
Grifinória, Sonserina, Lufa-Lufa e Corvinal. Há 20 anos essas palavras mágicas e tantas outras fluíram da caneta de uma jovem escritora, um órfão chamado Harru Potter foi libertado do armário sob a escada - e um fenômeno global começou. "Harry Potter e a Pedra Filosofal" foi lido e amado por cada nova geração desde então. Para marcar o 20º aniversário da primeira publicação, a Bloomsbury publicará quatro edições das casas do clássico moderno de J.K. Rowling. Estas edições deslumbrantes apresentarão individualmente cada um dos brasões das casas nas capas e bordas pulverizadas nas cores das casas. Excitantes conteúdos extras incluirão arquivos de fatos, perfis dos personagens favoritos e ilustrações exclusivas da casa.
Disponíveis por tempo limitado, estas edições altamente colecionáveis serão essenciais a todos os fãs de Harry Potter em 2017.
* Texto retirado do site da livraria Saraiva e traduzido por mim

Este ano a saga Harry Potter tem mais um motivo para comemoração! No 20º aniversário da primeira publicação de Harry Potter e a Pedra Filosofal, a editora Bloomsbury (responsável pela publicação da série no Reino Unido) lançará em junho 4 novas edições do primeiro livro da série representando cada uma das casas de Hogwarts - cada casa recebendo duas edições, uma Hardcover (capa-dura) e uma Paperback (papel mais "mole"). Saiba mais no site da Bloomsbury clicando aqui.

E aqui no Brasil as grandes livrarias já disponibilizaram os livros para pré-venda!
Você já pode comprar pelo site da livraria Saraiva ou da livraria Cultura.
Agora é só saber qual é a sua casa para garantir sua edição exclusiva de 20 anos de publicação de Harry Potter e a Pedra Filosofal!


quinta-feira, 9 de março de 2017

Resenha {Livro} - Crescendo (Becca Fitzpatrick)

Atenção! Esta resenha poderá conter spoilers do primeiro livro. Leia por sua conta em risco ;)
Confira também as resenhas de:

Depois de descobrir que o enigmático Patch era na verdade um anjo caído, Nora não poderia estar mais surpresa, especialmente depois do jovem se tornar seu anjo da guarda e namorado, por quem a garota havia se apaixonado. Mas toda a atmosfera de positividade estava prestes a mudar quando o pai de Nora vem a falecer, deixando ela e a mãe em terrível situação financeira e principalmente emocional. E como se não bastasse, Marcie, grande “rival” de Nora desde que eram pequenas, ressurge na rotina da garota, causando ainda mais drama em sua vida.

“Dois meses atrás, Patch também era um anjo caído. Mas ele salvou minha vida, recuperou as asas e se tornou meu anjo da guarda. Nesse momento, ele deveria estar jogando do lado dos mocinhos, mas eu percebia secretamente que sua ligação com Rixon e com o mundo dos anjos caídos tinha uma importância maior para ele [...]”
(Becca Fitzpatrick, p. 17)

Com um relacionamento que está sofrendo a desaprovação de sua melhor amiga, Vee, e sua mãe, Nora se vê cada vez “sufocada”, embora seu amor por Patch seja grande, e o que ela menos esperava neste momento acaba acontecendo: ela decide se separar de Patch e este acaba se envolvendo com Marcie, deixando uma Nora com ainda mais angústias e dúvidas sobre o grande amor de sua vida.

“[...] Estou tentando seguir as regras. Não devo me apaixonar por você. Nós dois sabemos que isso não tem relação com Marcie. Tem a ver com como me sinto em relação a você. Preciso me segurar. Caminho em uma corda bamba. Foi por me apaixonar que arranjei problemas, da primeira vez. Não posso ficar com você do jeito que eu quero.”
(Becca Fitzpatrick, p. 43)

Somando-se a isso, Scott, antigo colega de infância de Nora, está de volta à cidade, e este parece a ela tão misterioso quanto Patch já fora algum dia. Nora sabe que há algo de errado com o rapaz, que se mostra um verdadeiro desafio em se tratando de descobrir quais são suas verdadeiras intenções em retornar à cidade de Nora.

Figuras misteriosas e surpresas aguardam o leitor neste segundo volume da série, que eu demorei cerca de 3 anos para ler por puro relaxamento (esquecia de pegar emprestado ou mesmo de comprar. Shame on me!).
Com um ritmo um pouco lento no começo, a história se torna bastante intrigante e instigante lá para a metade do livro - além do prólogo, que já mostra o suspense que envolverá a trama mais tarde -, e o final é realmente surpreendente em relação a um personagem importante neste livro.
O livro termina com várias perguntas a serem respondidas, e espero que estas sejam sanadas nos próximos volumes, porém isso não o torna ruim de maneira alguma (deu até mais vontade de pegar logo o terceiro e quarto volumes!).

Mais uma vez, recomendo a leitura desta série ;)

285 páginas | 1ª edição | 2011 | Intrínseca




terça-feira, 7 de março de 2017

Resenha {Contos} A bolsa de contos de Naví (Delson Neto)

E-book cedido em parceria com o autor para resenha ♡

A bolsa de contos de Naví é uma coletânea de contos narrados pelo fauno Naví, que em 6 histórias nos apresenta o mundo da série fantástica Os guerreiros de Alquemena.
No primeiro conto, Um selo para Lady Noctis, conhecemos Lady Noctis, uma poderosa feiticeira que está em busca de um selo mágico e suspeita que este selo estaria em posse de Caustenheim, o Barão das Colinas Brancas, capturando-o a fim de descobrir o que acontecerá ao selo. 
No segundo conto, Sangue de dragão, conhecemos Gideon Drakhonis, um cuidador de dragões que acorda num ligar desconhecido descobrindo que quase fora mortalmente ferido, tendo sobrevivido graças a Khalina, uma misteriosa mulher que cuidara dele. Gideon está sendo caçado pelos capangas do Barão das Colinas Brancas em decorrência de dívidas que fizera com o homem...
No terceiro conto, Beber ou morrer, somos apresentados à Fada Verde, a rainha das fadas, e sua Paladino, a fada guerreira Guilleta. Fada Verde busca vingar-se do Barão das Colinas Brancas e seus capangas por terem lhe roubado algo muito valioso...
O quarto conto, Espadachim, garfos & tortas, apresenta Arian, um rapaz bastante inteligente e aprendiz de espadachim, que está encarregado de cuidar e proteger Serena, filha do Barão das Colinas Brancas. Durante uma pequena aventura, os dois são perseguidos por uma fera mortal. Será este o fim deles, que pareciam prestes a formarem laços de amizade um com o outro?
No quinto conto, Íris púrpura, conhecemos Pandros, membro do conselho dos Sete Reinos, auxiliando nas questões referentes à futura regente, Lorenai. Quando um misterioso pacote dado pelo Barão das Colinas Brancas chega ao palácio da futura rainha, Pandros, já conhecendo a fama das excentricidades dos "presentes" do Barão, decide abri-lo por si mesmo, tendo uma surpresa um tanto perturbadora. O que será que significa tal presente?
E o sexto e último conto, Os jardins da realeza, nos apresenta Lorenai, futura rainha dos Sete Reinos que está perto de ser coroada. Entretanto uma trama sombria parece se desenrolar, esta envolvendo o Barão das Colinas Brancas, mostrando-se um desafio para a futura rainha Alquemena.
Além dessas seis histórias, há ainda um apêndice no final do livro contando algumas características sobre o mundo desta série fantástica, o que já nos situa sobre a história que está por vir em A jornada de Lorenai, primeiro livro da série.

Com histórias repletas de ação, aventura e magia, além da belíssima narração do fauno Naví, é possível termos um vislumbre sobre os seres e personagens que povoam a série criada por Delson Neto, deixando perguntas que serão respondidas ao longo das próximas histórias (já estou louca para ler o primeiro livro da série *-*).

1ª edição | 2016 | Wattpad | Leia no Wattpad






sábado, 4 de março de 2017

{Lançamentos} - Editora Arqueiro e Editora Sextante (Março de 2017)

Março chega trazendo mais alguns super lançamentos das editoras parceiras Sextante e Arqueiro.
De livros de autoajuda a relançamentos do segmento de espiritualidade, a Sextante está trazendo muitas novidades para seus leitores, assim como a Arqueiro, que está trazendo um relançamento do autor Ken Follett, novas séries e etc. 
Vamos conhecer então estes (e outros) lançamentos:
O sol também é uma estrela (Nicola Yoon)
Lançamento: 06/03 | 288 páginas
Sinopse: Natasha: Sou uma garota que acredita na ciência e nos fatos. Não acredito na sorte. Nem no destino. Muito menos em sonhos que nunca se tornarão realidade. Não sou o tipo de garota que se apaixona perdidamente por um garoto bonito que encontra numa rua movimentada de Nova York. Não quando minha família está a 12 horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não pode ser a minha história.
Daniel: Sou um bom filho e um bom aluno. Sempre estive à altura das grandes expectativas dos meus pais. Nunca me permiti ser o poeta. Nem o sonhador. Mas, quando a vi, esqueci de tudo isso.
Há alguma coisa em Natasha que me faz pensar que o destino tem algo extraordinário reservado para nós dois.
O Universo: Cada momento de nossas vidas nos trouxe a este instante único. Há um milhão de futuros diante de nós. Qual deles se tornará realidade?
* O primeiro livro da autora (Tudo e todas as coisas) será relançado em breve.

A chave de Rebecca (Ken Follet)
Lançamento: 06/03 | 352 páginas
Sinopse: Norte da África, Segunda Guerra Mundial. As tropas britânicas na região estão sofrendo perdas signicativas. Não há dúvidas de que alguém está informando o inimigo sobre os movimentos e planos estratégicos do exército britânico. O espião é conhecido por seus compatriotas alemães como Esfinge, mas para todos os outros é o empresário europeu Alex Wolff.
Após cruzar o deserto, ele chega ao Cairo, no Egito, munido de um rádio, uma lâmina letal e um exemplar do livro Rebecca, de Daphne du Maurier. Violento e implacável, ele está disposto a tudo para cumprir a missão que recebeu. Para isso, conta com a ajuda de uma dançarina do ventre tão inescrupulosa quanto ele.
O único homem capaz de detê-lo é William Vandam, oficial da inteligência britânica que precisa desvendar o enigma do Esfinge para interromper o avanço dos nazistas.
Ao mesmo tempo que os alemães chegam cada vez mais perto da vitória final, Vandam também se aproxima de seu adversário, da chave que revela o código escondido no livro – e do combate mortal do qual apenas um deles sairá vencedor.
O Universo: Cada momento de nossas vidas nos trouxe a este instante único. Há um milhão de futuros diante de nós. Qual deles se tornará realidade?
* Em 2017, serão lançados 3 títulos do autor, dois antigos (A chave de Rebecca e O voo da Vespa) e um inédito.

Irmãos de sangue (Nora Roberts)
Lançamento: 13/03 | 288 páginas
Sinopse: A misteriosa Pedra Pagã sempre foi um local proibido na floresta Hawkins. Por isso mesmo, é o lugar ideal para três garotos de 10 anos acamparem escondidos e firmarem um pacto de irmandade. O que Caleb, Fox e Gage não imaginavam é que ganhariam poderes sobrenaturais e libertariam uma força demoníaca. 
Desde então, a cada sete anos, a partir do sétimo dia do sétimo mês, acontecimentos estranhos ocorrem em Hawkins Hollow. No período de uma semana, famílias são destruídas e amigos se voltam uns contra os outros em meio a um inferno na Terra.
Vinte e um anos depois, a repórter Quinn Black chega à cidade para pesquisar sobre o estranho evento e, com sua aguçada sensibilidade, logo sente o mal que vive ali. À medida que o tempo passa, Caleb e ela veem seus destinos se unirem por um desejo incontrolável enquanto percebem a agitação das trevas crescer com o potencial de destruir a cidade.
* A trilogia será publicada completa ainda este ano.
Quando a Bela domou a Fera (Eloisa James)
Lançamento: 13/03 | 320 páginas
Sinopse: Miss Linnett Berry Thrynne é a Bela... Naturalmente, ela está prometida a uma Fera.
Piers Yelverton, Conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales onde, dizem, seu temperamento irascível acaba com qualquer um que cruze o seu caminho. E segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna que o deixou imune aos encantos de qualquer mulher.
Linnet não é uma mulher qualquer. Ela é mais que adorável: seu charme e inteligência fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Sua previsão é que o conde se apaixone perdidamente - em apenas duas semanas. Mas Linnet não faz ideia de como está colocando o próprio coração em perigo. Afinal, o homem para quem ela o está entregando talvez nunca a ame de volta. Se ela resolver bancar a esperta...
que preço pagará por domar o coração frio e selvagem do conde?
* Série de 5 livros inspirados em contos de fadas.

Jardins da lua (Steven Erikson)
Lançamento: 13/03 | 608 páginas
Sinopse: O Império Malazano fervilha de descontentamento, flagelado por uma terrível guerra interminável. Até mesmo as legiões imperiais, endurecidas pelos anos de massacre, anseiam pela trégua. No entanto, o reinado da imperadora Laseen continua absoluto, resguardado pelos temidos assassinos da Garra que protegem seu governo.
Para o sargento Whiskeyjack e seu esquadrão de Queimapontes, e para Tattersail, mago sobrevivente da Segunda Legião, o cerco de Pale deve ter terminado com muitos mortos e tantos outros enlutados. No entanto, Darujhistan, a última Cidade Livre de Genabackis, ainda resiste. E é para essa antiga fortaleza que Laseen irá voltar seu olhar predatório e destrutivo.
Mas parece que o Império não vai liderar esse jogo sozinho durante muito tempo. Sinistras forças originárias das trevas começam a se reunir, e chegou a hora dos deuses revelarem sua jogada.
* Série de 10 volumes já terminados pelo autor.
A vida secreta das árvores (Peter Wohlleben)
Lançamento: 13/03 | 224 páginas
E se tudo o que você sempre pensou saber a respeito das árvores estivesse errado? E se, apesar de tão diferentes de nós, descobríssemos que elas compartilham diversas características dos humanos?
Nos últimos anos a ciência tem comprovado que as árvores e o homem têm muito mais em comum do que poderíamos imaginar. Assim como nós, elas se comunicam, mantêm relacionamentos, formam famílias, cuidam dos doentes e dos filhos, têm memória, defendem-se de agressores e competem ferozmente com outras espécies – às vezes, até com outras árvores da mesma espécie.
Algumas são naturalmente solitárias, enquanto outras só conseguem viver plenamente se fizerem parte de uma comunidade. E, assim como nós, cada uma se adapta melhor a determinado ambiente.
Em A vida secreta das árvores, o engenheiro florestal alemão Peter Wohlleben alia seus 20 anos de experiência às últimas descobertas científicas para examinar o dia a dia desses seres fantásticos.
Com um ponto de vista surpreendente e inovador, o livro se tornou um fenômeno na Alemanha. Essa viagem fascinante pela vida das árvores e florestas é um convite a repensarmos nossa relação com a natureza.
* O segundo livro do autor, A vida secreta dos animais, também será lançado pela Sextante.

O que o câncer me ensinou (Sophie Sabbage)
Lançamento: 13/03 | 224 páginas
“Meu câncer é sistêmico e incurável, mas estou vivendo com ele. Na verdade, estou me fortalecendo com ele. Se eu considerar as estatísticas, as previsões e as probabilidades, sou um caso perdido. Mas prefiro não fazer isso.
Opto por entender a doença sem me entregar a ela, me resignar sem sucumbir, gritar meu nome do alto das estatísticas antes que minha identidade seja soterrada no frio anonimato dos números.
Dedico os dias, as horas e os minutos a prolongar a vida, com a inabalável intenção de criar minha filha até ela se tornar adulta, de envelhecer com meu amado marido e de fazer a diferença que gosto de pensar que vim ao mundo fazer. 
Não tenho qualificação para ajudar você a superar o seu problema. Mas sou qualificada para ajudá-lo a superar o seu condicionamento, o que acredito também ser essencial para o processo de cura.
Posso mostrar-lhe como ficar bem, mesmo quando estiver se sentindo mal, e como resolver as questões emocionais que podem ter contribuído para a sua doença.
Espero que esta leitura o inspire a sentir a vibração da vulnerabilidade, a energia do propósito e a maravilha de forjar o seu próprio caminho pela floresta densa e escura que às vezes parece não oferecer trégua ou escape. Torço, principalmente, para que você perceba que o câncer tem algo a ensinar; basta saber como ouvir o que ele está tentando dizer.”

Como fazer mais em menos tempo (Brian Tracy)
Lançamento: 13/03 | 608 páginas
O famoso escritor inglês Mark Twain teria dito que se a primeira coisa que você fizer ao acordar é comer um sapo, nada pior acontecerá no resto do dia.
Brian Tracy, renomado coach e palestrante internacional, se inspira nessa citação para apresentar 21 formas efetivas para aumentar a produtividade e dar um basta à procrastinação. Uma delas é começar com a tarefa mais desagradável que, provavelmente, terá o impacto mais positivo na sua produtividade ao longo do dia.
* Brian Tracy vem ao Brasil em maio para um congresso em São Paulo.
Senhora das águas
Lançamento: 13/03 | 208 páginas
Ao se deparar com o momento mais crítico de seus quarenta e poucos anos de existência, a psicóloga Gabriela decide viajar à Europa em busca de respostas para as angustiantes perguntas que lhe invadem a alma diante de tal acontecimento.
No decorrer de sua peregrinação, voltam-lhe à mente uma série de episódios que lhe marcaram a vida desde a mais remota infância, emergindo, daí, intrincadas e aflitivas questões filosóficas, existenciais e, principalmente, religiosas.
Senhora dos ares
Lançamento: 13/03 | 256 páginas
Um evento sobrenatural, ocorrido sobre uma montanha próxima ao Mar Adriático, muda para sempre a vida de um grupo de militares Norte-Americanos. Um deles, de alta patente, muitos anos depois, em seio de morte, viúvo e doente de câncer, deixa, nas mãos de seu único filho (Rafael, um médico neurologista), um envelope na cor vinho. Este contém seu último desejo. Decidido a cumpri-lo, Rafael vê sua pacata vida se transformar.
* Ambos os livros estavam esgotado no mercado e estão sendo relançados pela Sextante.
Lançamento: 16/03 | Gênero: Autoajuda | 64 páginas
Na era das redes sociais, sobram tópicos para discussão, mas faltam bons argumentos. Com o intuito de trazer uma dose - necessária, urgente - de lógica aos dias de hoje, esse livrinho ilustrado, com uma pegada “vintage”, apresenta 19 dos principais erros de lógica presentes nos maus argumentos. Entre eles estão:
• A falácia do espantalho
• Ataque ad hominem
• Apelo à ignorância
• Raciocínio circular
Ilustrado com bichinhos simpáticos, um texto curto e simples, o livro ensinará o leitor a reconhecer as técnicas calhordas de argumentação que aparecem tanto nos debates políticos quanto nos comentários de Facebook, e ajudará a construir argumentos melhores e mais certeiros.

* O autor colocou o livro num site, gratuitamente, teve mais de 2 milhões de acessos e foi traduzido (de forma colaborativa) em mais de dez idiomas. Com base nesse sucesso, o livro foi contratado para publicação por diversas editoras renomadas.

---------------------------------------------------

E esses são os livros que estão por vir durante este mês. Aguardo ansiosamente pelo Jardins da lua (tenho ouvido inúmeros elogios sobre a série), e também fiquei bastante curiosa com o novo livro da Nicola Yoon. Também espero poder ler em breve os livros novos do Pedro Siqueira (bem como os demais do autor).



quinta-feira, 2 de março de 2017

Resenha {Livro} Meio mundo (Joe Abercrombie)

Atenção! Esta resenha contém spoilers do primeiro livro (resenha aqui), portanto leia por sua conta em risco ;)
Livro cedido em parceria com a editora Arqueiro para resenha 

Minha ansiedade por este livro era enorme, e eu realmente tive meus motivos. Depois de ler seu antecessor, Meio rei, fiquei fascinada pelo mundo que Joe Abercrombie, conhecido pela trilogia fantástica A Primeira Lei, também lançada pela editora Arqueiro.
Enquanto em Meio rei, primeiro livro da trilogia Mar Despedaçado, conhecemos o aspirante a Ministro Yarvi e toda sua “saga” para chegar ao tão sonhado posto, em Meio mundo conhecemos os jovens Thron e Brand.
Thorn é uma lutadora que não deixa se abater pelas circunstâncias. Tudo que ela quer é aprender cada vez mais a lutar para que assim possa brandir a espada de seu falecido pai em defesa de Gettland, mesmo que para isso tenha que enfrentar preconceitos de todos a sua volta por ser uma garota.

"Todo aquele trabalho. Todo aquele desprezo. Toda aquela dor. Mas Thorn havia derrotado todos. Fechou os olhos, sentindo o vento salgado da Mãe Oceano beijar seu rosto suado, e pensou em como seu pai ficaria orgulhoso."
(Joe Abercrombie, p. 13)

Apesar da desaprovação de sua mãe, Thorn não desiste! E assim é chegado o dia em que ela deverá mostrar seu valor no quadrado de treino, tendo que lutar não contra um, mas três guerreiros, o que acaba resultando numa tragédia condenando-a a morte. Porém os ventos parecem estarem prestes a mudar quando uma notícia inesperada surge a Pai Yarvi, que propõe a Thorn um acordo: em troca de sua liberdade, ela terá que navegar com ele por reinos desconhecidos em busca de alianças para Gettland na guerra iminente.

Brand, por sua vez, não almeja todo o “glamour” das batalhas. Tudo que o jovem quer é lutar e entrar para o grupo de batalha por Gettland para que assim possa dar melhores condições de sobrevivência para a irmã, já que vivem em condições precárias desde a morte da mãe.
O destino acaba tirando Brand do campo de batalha por hora e colocando-o também no navio de Pai Yarvi, e assim o jovem parte pelos rios e mares junto com a recém formada tripulação do ministro em busca de alianças para seu país.

Travando batalhas inimagináveis, vivendo em alto-mar com completos desconhecidos que se tornarão mais tarde fies companheiros, Thorn e Brand aprenderão muito mais do que simplesmente desembainhar uma espada e lutar pelo que é seu por direito, construindo fortes laços no processo.

Como a história anterior, Meio mundo fala de batalhas e guerreiros, mas também de amizade, companheirismo e ultrapassar seus limites, não importam o que os outros digam. Contando com fortes personagens femininas - da protagonista Thorn à rainha Laithlin, cada uma a sua maneira -, o romance me atraiu logo de cara! Inclusive achei que este foi um importante ponto positivo na obra, que trouxe esse diferencial das demais do gênero da mesma forma que o anterior fez ao apresentar um herói não muito convencional, que inclusive mostra-se bastante amadurecido nesta nova aventura.

Livro recomendadíssimo aos fãs das boas aventura. E que venha Meia guerra, onde enfim descobriremos o destino de Gettland, do Mar Despedaçado e todo o mundo criado por Abercrombie nesta saga fantástica.

"[...] Os tolos alardeiam o que vão fazer. Os heróis fazem."  (Joe Abercrombie, p. 83)

366 páginas | 1ª edição | 2017 | Arqueiro