quinta-feira, 15 de junho de 2017

Resenha {Livro} O Amor nos Tempos de #Likes (Bel Rodrigues, Pam Gonçalves, Hugo Francioni, Pedro Pereira)

Sinopse: Os tempos mudaram, mas e o amor? Continua a dar aquele frio na barriga e fazer os jovens atravessarem quilômetros para viver uma paixão? Em O Amor nos Tempos de #Likes, quatro booktubers se inspiram em três histórias da literatura para criar suas versões de contos românticos na era digital. Uma bela, jovem e famosa youtuber com medo do amor; um casal inesperado em um encontro às escuras (literalmente) e dois meninos apaixonados por livros tentando entender quem são e o que querem são os protagonistas destes contos que evocam Orgulho e Preconceito, Dom Casmurro e Romeu e Julieta.
Essa coletânea de contos foi feita pelos amigos Pam, Bel, Pedro e Hugo, booktubers conhecidos nessa categoria de canais do Youtube. Pedro e Hugo, sendo namorados, escreveram um dos contos juntos, somente intercalando quem escrevia o ponto de vista de cada personagem, formando assim os três contos.

O livro foi vendido com a ideia de uma releitura de grande clássicos da literatura, mas em nosso tempo atual; porém, devido a minha falta de leitura de clássicos (fazendo assim ser uma vergonha na vida de leitora) só o que consegui ver foi aparentemente leves referências para haver a identificação de qual seria o clássico de cada conto.

Entretanto, se tirar o elemento “releitura”, foi uma boa leitura, e acho que isso somente foi possível por eu acompanhar os devidos canais, já que esse foi o motivo por ter comprado o livro. Terminei a leitura bem rápido (em um dia) e até senti falta dos personagens no final, ficando aquele “gosto de quero mais”, que é o que mata todo leitor!

O elemento principal do livro é o amor, tendo sido inclusive seu evento de lançamento aqui no Rio na véspera do dia dos namorados de 2016, além da questão de “como seguir em frente e arriscar quebrando padrões nas nossas vidas”, uma das coisas mais corajosas que podemos fazer com a gente, principalmente no mundo que estamos vivendo, que só tende a ficar pior.
Por fim, vale destacar a sutil ligação entre as histórias dos contos, dando assim maior singularidade à coletânea como um todo.

272 páginas | 1ª edição | 2016 | Galera Record



quinta-feira, 8 de junho de 2017

Resenha {Livro} O duque e eu (Julia Quinn)

O duque e eu, primeiro livro da série Os Bridgertons, da diva dos romances de época Julia Quinn, apresenta Simon Basset, o duque de Hastings, e Daphne Bridgerton, filha mais velha (das mulheres) da viscondessa Violet, matriarca da grande família Bridgerton.
Após anos viajando ao redor do mundo, o duque está de volta a Londres. E sendo um jovem detentor de um título de nobreza, espera-se que ele se case, formando uma família e tendo assim um herdeiro. Mas acontece que os planos de Simon não incluem casamento e herdeiros - frustrando os planos das mães das moças solteiras que estão debutando na temporada -, compartilhando seu real desejo com seu amigo, Anthony Bridgerton, o irmão mais velho de Daphne.

Daphne, por sua vez, está na “época” de casar.  Sua mãe anseia desesperadamente ver a mais velha de suas filhas casadas - até porque depois de Daphne ela tem ainda outras três filhas para casar -; e da mesma forma, Daphne também quer se casar e constituir uma família. A jovem espera, no entanto, encontrar alguém que a ame como seu pai amou sua mãe, alguém que seja especial para ela, não apenas um rapaz bonito, rico e idiota como os que ela tem encontrado. E tendo ainda certa experiência com homens graças ao convívio com seus irmãos - pelo menos no que diz respeito ao comportamento -, ela espera ficar longe de homens como o duque, que anda tendo fama de metido e arrogante.
Até que os dois se conhecem; e num “arranjo” para ajudarem-se mutuamente - ele para ficar longe das moças solteiras e ela para atrair os olhares dos rapazes solteiros da região - acabam formando uma bela amizade.

“- Sempre achei que a principal regra da amizade fosse não flertar com a irmã do amigo.
- Ah, mas eu não estou flertando, estou apenas fingindo flertar.”

Daphne é bem diferente das outras moças de sua época (eu diria até que ela é a frente de seu tempo). Sempre decidida e determinada, não é do tipo “donzela em perigo”, o que cativa o duque de imediato e o faz repensar alguns conceitos sobre casamento e família, mesmo que para isso ela tenha que enfrentar fantasmas de seu passado. Será então que o amor irá surgir? E se surgir, as coisas serão tão fáceis como dizem? Isto, só o desfecho desta linda história nos dirá...

Estou encantada por esta história (e pelo romance de época também, que eu sempre tive boas recomendações, mas nunca tinha parado pra ler). A escrita da Julia é envolvente e me conquistou logo nas primeiras páginas (o que perdurou até as últimas), e eu já estou apaixonada por toda a família Bridgerton 
Pretendo ler ainda este ano mais alguns livros da série e depois quem sabe partir para os romances de época de outros autores, porque eu estou maravilhada por esse gênero *-*

Uma história encantadora, com um romance fofo sem ser muito meloso (melhor coisa) e que ainda se passa na Inglaterra do século XIX. Impossível não amar!

288 páginas | 1ª edição | 2013 | Arqueiro



quinta-feira, 1 de junho de 2017

Leia (ou releia) Harry Potter com o Pottermore: Wizarding World Book Club

Neste mês (junho) comemoramos os 20 anos do lançamento da primeira edição de Harry Potter e a pedra filosofal (Harry Potter and the philosopher’s stone) no Reino Unido pela editora Bloomsbury. E para celebrar esta data tão importante para os Potterheads, o site Pottermore resolveu criar o Wizarding World Book Club (Clube de Leitura do Mundo Bruxo, em tradução livre), que de acordo com o próprio site é "um clube online gratuito para debater todos os livros da série Harry Potter." (Fonte: Pottermore).

E eu, como boa Potterhead que sou, não poderia ficar de fora dessa *-*


Já havia comentado na Fanpage e no Insta sobre o clube de leitura e a minha participação - aproveitar pra reler a série agora em inglês -, e agora que junho está aí (yeah \0/) mal posso esperar para começar a (re)leitura dessa série maravilhosa.
O Pottermore ainda criou uma conta oficial no Twitter para o clube de leitura (acesse clicando aqui), onde é possível acompanhar leitores do mundo todo fazendo suas leituras da saga do Menino que sobreviveu, além de uma página exclusiva no site destinada às discussões do clube.

Gostou da ideia e quer participar também? Pois saiba que é bem simples: basta se cadastrar no Pottermore (se já tive cadastro, é só acessar sua conta), ter os livros da série Harry Potter (vale físico ou ebook), e começar a ler (ou reler) a série.
Então, o que você está esperando?! Vamos todos ler (ou reler) Harry Potter \0/


Bibliografia:
https://www.pottermore.com/news/wizarding-world-book-club-coming-soon-to-pottermore Acesso em: Maio/2017
https://twitter.com/wwbookclub Acesso em: Maio/2017